Síndrome do Esgotamento Profissional atinge um em cada três trabalhadores brasileiros

A Síndrome de Burnout ou Síndrome do Esgotamento Profissional vem crescendo significativamente entre os trabalhadores. Segundo estimativa da International Stress Management Association no Brasil (Isma-BR), cerca de 30% dos mais de 100 milhões de trabalhadores brasileiros sofrem com a Síndrome de Burnout.

De acordo com o Ministério da Saúde, trata-se de um estado físico, emocional e mental de exaustão extrema, resultado do acúmulo excessivo em situações de trabalho que são emocionalmente exigentes e/ou estressantes.

 

 

 

 

Conheça alguns sintomas dessa síndrome:

  • Cansaço excessivo, físico e mental.
  • Insônia.
  • Dificuldades de concentração.
  • Alterações repentinas de humor.
  • Dor de cabeça frequente.
  • Problemas gastrointestinais.
  • Alteração nos batimentos cardíacos.
  • Dores musculares.

Podemos prevenir?

Devemos buscar alternativas que diminuam o estresse e a pressão no trabalho. Entender os próprios limites e tomar algumas atitudes saudáveis evitam o desenvolvimento da doença e ajudam a tratar os sintomas no início.

 

Algumas formas de prevenção:

  • Liste os projetos e estabeleça prioridades.
  • Delegue tarefas, não centralize as responsabilidades.
  • Aprenda a dizer “não” para evitar sobrecarga.
  • Não se automedique nem tome remédios sem prescrição médica.
  • Descanse adequadamente, com boa noite de sono.
  • Busque manter o equilíbrio entre trabalho, lazer, família, vida social e atividades físicas.

 

Andressa P. Clein Burin –  Assistente Social CRESS 7720/12ª Região

 

Fontes:

BRASIL. Ministério da Saúde. Síndrome de Burnout: causas, sintomas, tratamentos, diagnóstico e prevenção. Disponível em: http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/saude-mental/sindrome-de-burnout. Acesso em: 04 abr. 2019.

SÁ, Fabiane de. Burnout: mais próximo do setor da saúde do que se imagina. Disponível em:  http://www.ismabrasil.com.br/img/estresse105.pdf. Acesso em: 04 abr. 2019.