sábado, agosto 13, 2022
InícioNotíciasCoronaDevo procurar uma unidade de saúde para me vacinar em tempos de...

Devo procurar uma unidade de saúde para me vacinar em tempos de pandemia?

Estou vivendo em isolamento social, devo procurar uma unidade de saúde para me vacinar em tempos de pandemia?

No Dia Mundial da Imunização, celebrado em 9 de junho, precisamos lembrar que a cobertura vacinal no Brasil mostra constante queda nos últimos anos. Isso claramente “abre as portas” para o retorno de doenças infecciosas na forma de surtos, como os que recentemente vivenciamos com a febre amarela e com o sarampo. A baixa dessa cobertura da população eleva o número de pessoas que estariam sujeitas a uma série de doenças evitáveis por vacinas. 

Um ponto central que deve ser considerado – ainda mais durante uma crise de saúde tão ampla como esta pandemia – é que a descontinuidade do calendário vacinal de rotina, mesmo que por um breve período, pode exigir mais do sistema de saúde que, em muitas regiões do país, já está sobrecarregado.

Você está em dia com as vacinas indicadas à sua idade e perfil de saúde?

Fica lançado o simples desafio de localizar sua carteira de vacinação e então verificar ali se existem registros a lápis com uma data que tenha ficado no passado (isso indicaria atraso e necessidade de regularização).

Para facilitar, segue a relação das vacinas oferecidas pelo sistema público de saúde indicadas pelo Programa Nacional de Imunização para adultos:

  • DT – proteção contra difteria e tétano (3 doses, com uma aplicação de reforço a cada 10 anos);
  • Hepatite B (3 doses, sem a necessidade de reforço);
  • Tríplice viral – proteção contra sarampo, caxumba e rubéola (2 doses para pessoas com até 29 anos e 1 dose para quem tiver entre 30 e 49 anos);
  • Influenza – proteção contra 3 cepas causadoras da gripe (dose única anual para pessoas com mais de 55 anos e grupos de risco, como doentes crônicos de qualquer idade);
  • Febre amarela – dose única (essa vacina é indicada em todo o território nacional, e não mais apenas para regiões endêmicas).

Ao constatar que precisa buscar um posto de vacinação, que é um serviço essencial de saúde pública e, portanto, que não pode parar mesmo nesta crise, procure se informar sobre a unidade de referência de sua região quanto a horários e/ou locais alternativos, a fim de evitar aglomerações e assim priorizar tanto a segurança como a saúde neste momento particular.

Que durante o aguardo da tão esperada e necessária vacina contra o novo coronavírus, não deixemos de lado a imunização de rotina.

Afinal, em momentos como este é que se pode perceber a importância de estar com o nosso calendário vacinal em dia!

Está lançado o desafio!

Everson Bertazo – Enfermeiro AIS – Coren/SC 134.791

Fonte: Sociedade Brasileira de Imunologia e Ministério da Saúde.

Artigo anteriorDia Mundial Sem Tabaco
Próximo artigoSeja doador de sangue
ASSUNTOS RELACIONADOS