terça-feira, agosto 9, 2022
InícioDicas de saúdeNovembro Azul: o quão frágil é sua saúde?

Novembro Azul: o quão frágil é sua saúde?

Novembro chegou e com ele a campanha de maior atenção à saúde do homem. O Novembro Azul foi instaurado a partir da percepção de que os homens cuidam menos da saúde do que as mulheres, dado que evidencia a falta de incentivo a essa prática tão importante no universo masculino durante o restante do ano. A cultura de procurar atendimentos em saúde desde a adolescência é predominantemente feminina. Em uma pesquisa feita pelo Ministério da Saúde sobre atendimentos no sistema público, quando questionados sobre o motivo da não procura ao sistema de saúde, 47,6% dos homens responderam que não lhes é costumeiro cuidar de sua saúde.novembro azul
Os homens também possuem uma alimentação mais deficiente em comparação às mulheres, ingerindo 12% menos frutas e hortaliças que o público feminino. Já quando o assunto é o consumo abusivo de álcool, os homens apresentam uma frequência maior e quase 5 vezes mais chances de dirigir após beber do que uma mulher. Apesar de serem mais ativos fisicamente, esses desregramentos se refletem na balança, o público masculino possui a prevalência de 57,1% em sobrepeso. Esses e outros comportamentos levam os homens a ter 1,5 mais chance de sofrer morte prematura.
Esses dados demonstram a importância de campanhas como o Novembro Azul, que trazem a relevância da compreensão acerca da prevenção em saúde para as principais doenças que afetam os homens, especialmente o câncer de próstata.
Outros cuidados fundamentais na promoção da saúde do homem dizem respeito às práticas de autoconhecimento e de bem-estar. O cuidado emocional faz também mais parte do universo feminino pela facilidade e incentivo social ao contato maior com os sentimentos, emoções e vulnerabilidades. Aos poucos, e principalmente com uma maior disseminação positiva da ideia da saúde vista sob um ponto de vista integral, mais homens estão buscando serviços e programas que fortaleçam sua saúde mental, o que favorece o desenvolvimento de hábitos mais saudáveis e uma diminuição nos comportamentos que os coloquem em risco de desenvolvimentos de patologias.
O cuidado com a alimentação tem um grande impacto na saúde do homem. Pequenas ações incorporadas no dia a dia são capazes de prevenir doenças. Manter um peso saudável, hidratar-se adequadamente, evitar a ingestão excessiva de bebida alcoólica e comer com equilíbrio e moderação melhoram a disposição e o bem-estar. Incluir na rotina diária alimentos fontes de vitaminas e minerais, como frutas e vegetais, e principalmente aqueles ricos em licopeno, como tomate, goiaba vermelha e melancia, podem ajudar a prevenir o câncer de próstata no contexto de uma alimentação equilibrada e saudável.
Mudar essa realidade depende da conscientização de cada um. Quando foi a última vez que você se consultou com um médico? Você possui um médico de referência? Qual foi a última vez que você fez um check-up? Seu calendário vacinal está atualizado? Que tal marcar uma consulta com seu médico e repensar um pouco seus hábitos de vida para ter uma vida longa, plena e feliz? Cuidar do outro é um ato de bondade, cuidar de si é um ato de responsabilidade. Não deixe para amanhã o cuidado de si que você pode iniciar hoje.

EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

REFERÊNCIAS:
BRASIL. Ministério da Saúde. Relatório da Pesquisa Saúde do Homem, Paternidade e Cuidado Brasil – III etapa. Brasília: Ministério da Saúde, 2018.
BRASIL. Ministério da Saúde. Vigitel Brasil 2019: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília: Ministério da Saúde, 2020.

ASSUNTOS RELACIONADOS