segunda-feira, agosto 15, 2022
InícioDicas de saúdeSaúde ocular: como a alimentação pode ajudar?

Saúde ocular: como a alimentação pode ajudar?

Foto: Freepick

Uma alimentação saudável e rica em nutrientes é essencial para garantir uma boa saúde, e isso não é diferente quando o assunto é visão. Vitaminas, minerais, antioxidantes e ácidos graxos presentes nos alimentos auxiliam na prevenção de doenças oculares, como catarata, glaucoma e degeneração macular.

Veja quais os nutrientes e suas fontes alimentares que desempenham esse papel:

VITAMINA A: possui atividade antioxidante e é primordial para a saúde ocular. A deficiência dessa vitamina pode causar sintomas, como cegueira noturna, falta de lágrimas, dificuldade de adaptação à luz e xeroftalmia (“olho seco”). A vitamina A está presente no fígado, ovos, cenoura, batata-doce, espinafre, couve, leite e queijos.

CAROTENOIDES: substâncias bioativas, consideradas potentes antioxidantes que reagem contra os radicais livres e têm o potencial de aumentar a densidade do pigmento macular. Sabe-se que esses pigmentos são responsáveis pela filtragem e absorção da luz azul, atenuando o estresse oxidativo e protegendo consequentemente a retina. Conheça alguns carotenoides e seus benefícios para visão:

BETACAROTENO: é o principal precursor da vitamina A, que além de essencial para a saúde dos olhos, é importante para a pele e para o sistema de defesa do corpo.

LUTEÍNA: atua na prevenção de doenças da visão.

ZEAXANTINA: importante na prevenção e para evitar complicações da catarata e da degeneração macular relacionada à idade (DMRI).

A luteína e a zeaxantina são fundamentais para manter a saúde dos olhos, já que compõem a região da retina (mácula), responsável por absorver a luz e transformá-la em imagens nítidas. Presentes principalmente nas hortaliças e nas frutas de cor amarela, alaranjada, vermelha e verde, tais como: nectarina, laranja, mamão, pêssego, agrião, brócolis, couve, espinafre, pimentão, repolho, couve-flor, ervilha, milho e rúcula.

ÔMEGA-3: devido a sua concentração de ácido graxo, auxilia na lubrificação e na prevenção da “síndrome do olho seco”. As gorduras presentes na retina precisam ser constantemente renovadas, porque o déficit dela pode favorecer o aparecimento de doenças. São fontes de ômega 3: a sardinha, o salmão e o atum.

É importante lembrar que a alimentação equilibrada também se faz importante no controle do diabetes e da hipertensão arterial, doenças que, quando descompensadas, podem ocasionar o glaucoma secundário (chamado neovascular).

 

Elaborado por: Rosemeire Cristina Romanello – CRN 10 n° 5442

ASSUNTOS RELACIONADOS