UM NOVO ANO, UMA NOVA OPORTUNIDADE PARA FAZER AS PAZES COM A COMIDA!

Você seleciona os alimentos entre bons e ruins, permitidos ou proibidos? Se sim, talvez seja o momento de fazer as pazes com a comida! Essa distinção entre os alimentos leva muitas pessoas a adotarem inúmeras restrições alimentares, eliminando alimentos específicos ou grupos de alimentos. Adotar alguma restrição alimentar apenas porque está na “moda” ou como uma forma de controlar seu peso pode causar mais danos do que benefícios, desencadeando comportamentos prejudiciais para a sua saúde.

Foto: Nadine Primeau / Unsplash

Chegando as comemorações de Natal e ano novo, muitas pessoas podem embarcar ainda mais em restrições alimentares para “não comer demais” ou “deixar de comer agora para comer bastante na ceia ou no réveillon”. Talvez seja a hora de rever todas essas restrições alimentares, não é mesmo? É importante ter em mente que os alimentos precisam sempre ser colocados no contexto ampliado da alimentação. Além de nutrir o corpo, a comida tem funções emocionais, sensoriais, culturais e sociais. Comer alimentos saborosos é uma grande fonte de prazer quando conhecemos o nosso equilíbrio. É necessário entender que “não se engorda ou se tem uma carência nutricional baseada em um dia, uma refeição ou um evento; o que conta é o progresso, e não a perfeição (…)”.

Por isso, dê a você a oportunidade de viver em paz com a comida! Experimente iniciar o novo ano com uma nova relação entre você e a sua alimentação. Confira algumas dicas para dar os primeiros passos:

1) Comece conhecendo os alimentos sem julgamentos e quando sentir vontade de comer um alimento considerado “ruim” ou “proibido”, permita-se comer com atenção e perceber seus sentimentos. Essa prática poderá permitir que você não entre em ciclos de restrição e exagero.

2) Nas comemorações de Natal e ano novo, evite planejar ou antecipar que você poderá comer exageradamente. Nas horas ou dias que antecedem as comemorações, continue fazendo suas refeições normalmente, não se privando de comer para poder “exagerar” no momento das refeições.

3) Ainda sobre as comemorações de Natal e ano novo, observe os alimentos disponíveis nas refeições, escolha ou prepare o que você realmente gosta de comer e tente trazer a sua atenção para o momento de se alimentar, sem julgamentos.

4) Pratique o autoconhecimento sobre o seu corpo, inclusive sobre as sensações físicas de fome, saciedade e apetite. O seu corpo tem as respostas que você precisa para ter uma alimentação saudável e adequada para você mesma(o).

E lembre-se: se queremos comer melhor, precisamos ter uma relação melhor com a comida!

 

Mirela Christmann  |  Nutricionista CRN10 6619 – Equipe Multiprofissional AsQ Saúde

 

 

Referências:

DERAM, Sophie. Projeto Verão: Dica 12 – Faça as pazes com a comida! Disponível em: https://sophiederam.com/br/projeto-verao/projeto-verao-12/amp/. Acesso em: 23 nov. 2020.

FIGUEIREDO, Manoela; ALVARENGA, Marle. Comer intuitivo. Disponível em: http://www.comerintuitivo.com.br/comer-intuitivo/ Acesso em: 23 nov. 2020.

NUTRIÇÃO Comportamental. Por que defendemos que se deve fazer as pazes com a comida? Instituto Nutrição. Disponível em: https://nutricaocomportamental.com.br/2019/10/28/por-que-defendemos-que-se-deve-fazer-as-pazes-com-a-comida/. Acesso em: 23 nov. 2020.

UMA MANEIRA diferente de comer. EuVejo. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=tVPJvSlGOvk. Acesso em: 23 nov. 2020.

Imagem disponível em: https://www.freepik.com/free-photo/brown-package-with-heart-silverware-sides_981188.htm#page=6&query=peace+food&position=38